Como funciona o pagamento por aproximação?

Por:

Para

MercadoJá

Pouco a pouco os cartões de crédito estão sendo emitidos com capacidade de realizar pagamento por aproximação. Veja como funciona essa tecnologia, conheças as vantagens e como se proteger contra fraudes.

No passado, passar o cartão de crédito para fazer um pagamento era algo demorado e complicado. Sem internet e um meio eletrônico próprio para isso disponível, os estabelecimentos utilizavam um leitor manual, que copiava os dados do cartão em um papel carbono. E foi assim até a chegada dos cartões com tarja magnética e das primeiras maquininhas. 

Mais tarde, o uso de cartões com chip facilitou ainda mais os pagamentos. Mas tem uma novidade que promete revolucionar ainda mais as transações: é o pagamento por aproximação! Esse tipo de pagamento também é conhecido como NFC ou contactless.

Disponível para dispositivos como smartphone, pulseiras e cartões compatíveis, o novo método garante mais rapidez e segurança. Saiba como ele funciona.

NFC: conheça a tecnologia por trás do pagamento por aproximação

Como já diz o famoso bordão: não é magia, é tecnologia! Criada em 2002, a tecnologia NFC é o que permite fazer pagamentos com cartão, pulseira ou smartphone sem que eles sequer toquem na maquininha. A sigla se refere ao termo Near Field Communication, que, em português, pode ser traduzido para Comunicação por Campo de Proximidade. 

Na prática, isso significa que com a tecnologia NFC os pagamentos são feitos por meio da transmissão sem fio de dados virtuais entre dois dispositivos, mais ou menos como funciona o Bluetooth. A diferença é que, em vez de frequências de rádio, a NFC utiliza campos magnéticos para fazer essa comunicação. Além disso, para maior segurança, a distância entre os dispositivos também deve ser bem menor: entre 2,5 a 5 cm. 

Como funciona o pagamento por aproximação com cartão, pulseira ou smartphone?

Google Pay - Pagamento por aproximação

De diferentes maneiras, compras e pagamentos correspondem ao uso mais recorrente da tecnologia NFC, sendo que, hoje em dia, esses pagamentos podem ser feitos de três maneiras principais: cartão de crédito ou de débito, pulseira  de pagamento ou smartphone. 

É importante lembrar que, para funcionar, tanto o dispositivo utilizado no pagamento quanto a maquininha devem ter a tecnologia e estar habilitados.

Pagamento por aproximação com cartão de crédito

Não são todos os cartões que oferecem o pagamento por aproximação. Na verdade, por se tratar de uma novidade, só os cartões mais recentes das principais bandeiras trabalham com a NFC, sendo que o Nubank foi um dos primeiros a investir nessa tecnologia. Para saber se o seu cartão tem essa opção, verifique se ele traz um símbolo com quatro ondinhas (semelhante ao símbolo do WiFi), ou entre em contato com a administradora do cartão.

Caso tenha essa possibilidade, realizar pagamentos por aproximação é muito fácil. Depois que o vendedor digitar na maquininha os dados da compra, basta aproximar o cartão por alguns segundos e aguardar a confirmação. Para compras com valores de até R$ 50, em geral, não é preciso nem mesmo digitar a senha. 

Pulseira contactless

Para quem pratica esportes, está sempre na praia ou simplesmente não gosta de carregar bolsa por aí, as pulseiras de pagamento são uma ótima alternativa. Seu funcionamento é idêntico ao dos cartões com tecnologia NFC. Ou seja, para finalizar o pagamento, é preciso aproximá-las da maquininha, que já deve estar com todos os dados da compra.

Usando o smartphone

Preparando para usar pagamento por aproximação

Não quer andar com o cartão de crédito, mas também não quer gastar ou não se sente à vontade com a pulseirinha? Muita gente não sabe, mas é possível habilitar pagamentos através de um dispositivo que muita gente usa e carrega todos os dias: o celular.

Para isso, antes de mais nada, é preciso ter certeza de que o aparelho é compatível com o sistema NFC, o que pode ser feito indo em “configurações” e “dispositivos conectados”. Caso esteja disponível, você deverá habilitar a opção antes do uso. 

Em seguida, você também deverá cadastrar usuário e cartão de crédito em uma plataforma de pagamento NFC. As mais conhecidas são Samsung Pay, Apple Pay e Google Pay. Depois de instalados, o legal é que você nem precisa abrir o aplicativo na hora de pagar: ao aproximar o celular da maquininha, ele já reconhece os dados e processa as informações.

O pagamento por aproximação é seguro?

Não há dúvidas de que o pagamento por aproximação é muito rápido e prático. Porém, é justamente essa facilidade que faz com que muitos fiquem apreensivos. Afinal, o que garante a segurança na transmissão dos dados ou que as compras sejam feitas somente com autorização?

Segurança entre os dispositivos

Bem, no que diz respeito à troca de informações entre a maquininha e o dispositivo com os dados do cartão, especialistas garantem se tratar de uma transação ainda mais segura que as formas de pagamento tradicional. Isso porque, para cada compra feita por meio da NFC, é gerado um código criptografado, o que dificulta a clonagem.

E nos pagamentos que eu não digito minha senha?

Outra preocupação frequente é se a não exigência de senha não facilitaria o uso indevido do cartão por pessoas não-autorizadas. Nesse sentido, é importante destacar que as compras sem o uso de senha são restritas a valores baixos, em geral até R$ 50.

Os emissores usam essa regra justamente para facilitar o processo, mesmo assumindo um pequeno risco. Se uma transação não for reconhecida, você não precisa arcar com a responsabilidade. Basta entrar em contato com o emissor do seu cartão e registrar a reclamação e você não será penalizado.

Vale lembrar que esse processo normalmente requer o cancelamento do cartão e a emissão de um novo.

Distância entre os dispositivos

A distância máxima entre maquininha e cartão, pulseira ou celular é muito pequena: entre 2,5 e 5 cm. Isso evita que pessoas mal-intencionadas tentem se aproveitar da nova tecnologia para aplicar golpes em ambientes públicos e/ou com grandes multidões, por exemplo.

De qualquer forma é bom ficar atento em ambientes muito cheios. Posicione seus cartões e dispositivos NFC onde você possa ver, assim você reduz o risco de uma transação mal intencionada ser feita sem que você saiba.